You are currently browsing the category archive for the ‘Sustentabilidade’ category.

E não é uma história nova… Aconteceu em 2007, descobrimos no blog “Consciente por escolha“, que publicou parte de uma matéria do jornal Estado de São Paulo. Foi um casamento todo nesse estilo. Dentre algumas coisas: plantaram 50 árvores para a neutralização do carbono; calcularam os gastos – dos preparativos, da cerimônia e da festa – com água, energia, lixo e gás carbônico e reverterão o dinheiro para a SOS Mata Atlântica; e até o vestido da noiva foi feito com material orgânico, seda natural e material sustentável, e os brilhos do vestido de pedaços de embalagem de café, em vez de lantejoulas. Muito interessante também é que foram 14 os parceiros do casamento entre ONGs e empresas que atuam com responsabilidade social.

Está certo que a noiva trabalha com projetos sociais e estava antenada com todas essas tendências… Mas cada um pode não fazer a sua parte? Então está ai a mensagem, noivas, a sementinha está plantada, e a Ato 18 pode ajudá-la a tornar seu sonho de casamento em também num sonho de um planeta mais sustentável!
Anúncios

Eu acredito na força de vontade de muitas pessoas, e uma delas é José Geraldo Rivelli Magalhães, Diretor Executivo do Instituto Cenibra e também Presidente do Instituto Xopotó para o Desenvolvimento Social, Econômico e Ambiental. Em entrevista ao caderno “Eu acredito!” do Hoje em dia, Valéria Flores editora, ele descreveu bem alguns aspectos da sustentabilidade, pelo ângulo social, cultural, político e ambiental. Por isso queremos compartilhar com vocês alguns trechos da matéria em que “eu acredito!” e que pode contribuir para o “nós acreditamos e ajudamos”.

Sobre a mobilização de recursos econômicos para a área ambiental, na indústria, na agricultura e em outros setores da economia, a adoção de processos totalmente limpos e ecologicamente corretos, que preservemos recursos naturais são caros e às vezes lentos. Na visão dos empresários, como equacionar a premissa: investimento, ação e resultado?

Em primeiro lugar, não podemos colocar a questão dos investimentos na área ambiental como responsabilidade única dos empresários, e sim de todos. Por exemplo, a questão do saneamento. Quantas cidades brasileiras possuem tratamento do esgoto sanitário? Isto é responsabilidade do poder público nos três níveis de governo (municipal, estadual e federal). As indústrias, por razões legais e de certificação, que é uma ação voluntária, estão fazendo o seu dever de casa e possuem as estações de tratamento de efluentes com alto nível de tecnologia e eficiência. Não existe empresa de grande porte funcionando sem tratamento de efluentes líquidos e controle de emissões gasosas.

Resolver a equação Investimento X Ação X Resultados, é específica de cada tipo de indústria. Na Cenibra, por exemplo, no que se refere ao uso de água, no processo industrial de extração da celulose da madeira, eram necessários, quando a empresa entrou em operação, na década de 70, cerca de 600m³ de água por tonelada de celulose; Atualmente, resultado dos investimentos e mudanças de processos, gastam-se cerca de 50m³, o que tem reflexos não só econômicos mas também ambientais.

Você defende algumas idéias como: proteção do meio ambiente, em detrimento de preservaçãoe que, a sustentabilidade não estaria apenas no tripé: social, econômico e ambiental. Explique.

Preservação como sinônimo de intocabilidade deve ser observada para as unidades de conservação, ou seja, as reservas biológicas e as áreas de acesso restrito dos parques estaduais e nacionais. Proteção para mim significa uso consciente. Não posso admitir que um pequeno proprietário rural não possa usufruir, sem depredar, de material para uso no seu dia a dia. Tenho assistido, com muita freqüência, a autuação, pela polícia ambiental, do homem simples do campo por usar madeira na sua propriedade para reforma de uma cerca que protege sua roça de milho e de feijão.

Quanto à questão da sustentabilidade, venho ressaltando, nos últimos anos, e em todas as vezes que tenho sido convidado para falar da experiência da Cenibra, sobre Responsabilidade Social, que é necessária a mudança dos três pilares clássicos da sustentabilidade para quatro. De nada adianta termos sustentabilidade social, econômica e ambiental se não tivermos sustentabilidade política. No Brasil, mudam-se os governantes, especialmente a nível municipal, e paralisam-se as ações, obras e projetos, porque a alternância no poder ocorre, muitas vezes, entre adversários. A sociedade perde duplamente: os recursos e a obra, projeto ou ação.

Belo Horizonte
+55 31 9793-4133

Brasília
+55 61 3526-9818

ato18@ato18.com.br
www.ato18.com.br

Festa de inauguração!

Como não poderia ser diferente, a Ato18 inicia seu blog com o título Festa de inauguração! Tudo aqui será uma festa e convidamos você para participar. As notícias dos nossos eventos corporativos e sociais, além de dicas de cerimonial, organização de eventos, novidades para sua festa de casamento ou aniversário também farão parte dessa comemoração.

Esperamos que se divirtam em nossa festa, ops, nosso blog! Bem-vindos.

outubro 2017
S T Q Q S S D
« out    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031